CADÊ?

setembro 09, 2008

Ney Matogrosso: Água do Céu Pássaro


Água do Céu-Pássaro (1975), produzido por Billy Bond, é o primeiro disco solo de Ney Matogrosso. Suportado por um time de músicos virtuosos - Jorge Omar (violão e viola), Marcio Montarroyos (trompete, flugelhorn, piano e berrante), Chacao (percussão), Sergio Rosadas (flauta, flautim e sax tenor), Claudio Gabis (guitarra), Bruce Henry (baixo elétrico e acústico) e Elber Bedaque (bateria) - e por um repertório irretocável, Ney Matogrosso evidencia que foi mesmo a essência do Secos e Molhados, apesar dos talentosos João Ricardo e Gerson Conrad.
Não há como destacar faixas. Então, listo todas: Homem de Neanderthal, O Corsário, Açúcar Candy, Pedra de Rio, Idade de Ouro, Bôdas, Mãe Preta (Barco Negro), Coubanakan e América do Sul.
É para se ouvir sempre, e sem nostalgia.

2 comentários:

Rafael disse...

Tens razão, cara. Disco tão ou mais extraordinário que os dois dos S&M. Um trabalho elaboradíssimo e totalmente inovador, muito adiantado pra época em que foi lançado.
Legal o teu post. O público precisa redescobrir esse "Agua do céu-Pássaro".
Abraço!

M. de Moura Filho disse...

Valeu, Rafael. Obrigado.
Virão, pretendo, outras pérolas.
Abraço.